barra de tarefas

sábado, 22 de janeiro de 2011

Benção e maldição

Benção e maldição                                                  (as duas figueiras) 
                                                                                                                            Pr Ladislau Rodrigues de Jesus  2011-01-11 

Lucas 13:6-9
6 Então contou esta parábola: “Um homem tinha uma figueira plantada em sua vinha. Foi procurar fruto nela, e não achou nenhum.
 7 Por isso disse ao que cuidava da vinha: ‘Já faz três anos que venho procurar fruto nesta
figueira e não acho. Corte-a! Por que deixá-la inutilizar a terra?’
8 “Respondeu o homem: ‘Senhor, deixe-a por mais um ano, e eu cavarei ao redor dela e a adubarei.
9 Se derem fruto no ano que vem, muito bem! Se não, corte-a’ ”
Mateus 21:18-22
18 De manhã cedo, quando voltava para a cidade, Jesus teve fome.
 19 Vendo uma figueira à beira do caminho, aproximou-se dela, mas nada encontrou, a não ser folhas. Então lhe disse: “Nunca mais dê frutos!” Imediatamente a árvore secou.
20 Ao verem isso, os discípulos ficaram espantados e perguntaram: “Como a figueira secou tão depressa?”
21 Jesus respondeu: “Eu lhes asseguro que, se vocês tiverem fé e não duvidarem, poderão fazer não somente o que foi feito à figueira, mas também dizer a este monte: ‘Levante-se e atire-se no mar’, e assim será feito.
22E tudo o que pedirem em oração, se crerem, vocês receberão”.

Sem levar em consideração a cronologia bíblica, se um evangelho foi escrito antes ou depois, ou se foi colocado na bíblia antes ou depois na compilação e no arranjo bíblico. Sem levar em consideração as interpretações teológicas dos textos, pra quem estão escrevendo, se a figueira é ou não é Israel, ou quem são as outras arvores, quero levar em consideração a mensagem de vida que o Senhor Jesus fez esses textos falarem em meu coração. A escritura virou palavra em meu coração, em um dia lendo sobre eles e meditando sobre, juízo, disciplina e graça. Pra muitos depois de Jesus, Deus não leva em consideração como eu levo a vida, tem até algumas frases, cuida da sua que eu cuido da minha. Deus deu a vida pra cada um cuidar da sua, e por ai vai. De certa forma, sim, cada um cuida de si mesmo, mas no reino de Deus o si mesmo morreu, e eu faço parte do reino onde a melhor metáfora pra isso é corpo, e corpo é um amontoado de membros diferentes uns dos outros, trabalhando pra um só propósito; bem estar do corpo. Quer dizer cada um pensa no bem do outro, não no seu próprio, cada membro trabalha pra que o outro fique melhor, pra que eu possa ser melhor, no reino o maior serve o menor, é um reino aos olhos do mundo, de ponta cabeça que vem pra revelar e vencer o egoísmo humano, para que Cristo possa reinar, me levando a ser aquilo que eu tenho que ser, e não aquilo que quero ser. E o espírito que permeia o dito evangelho hoje, nada tem a ver com a mensagem pregada por Jesus-evangelho. Hoje ter, é mais importante que ser; ter dinheiro, ter religião só se consegue discernir esse espírito, vendo a resposta que Jesus dá ao jovem rico. João 3:1-21
Vivemos a maior crise de identidade de todos os tempos nunca antes na historia da humanidade, tanta rebeldia, nossa geração não entende o que é submissão. E essa atitude reflete em todos os grupos humanos e a igreja não fica isenta. Se não amarmos o que vemos, como amaremos o que não vemos o egoísmo não me deixa enxergar, a necessidade do outro, só a minha, como se pudéssemos viver sem nos relacionarmos, compartilharmos, eu só posso viver o amor de Deus exercitando o amor com meu semelhante. É um grande problema de fé, não faço porque não creio. Jesus disse que se não dermos frutos não seremos seus discípulos, e nenhuma arvore dá fruto pra si própria, seus frutos são alimentos para os outros, enquanto alguém cuida dela. Tenho que ter muita fé.
não somos de nós mesmos (um homem tinha uma figueira)
somos diferentes, figueira em meio a vinhas, luz, sal, farol referencia (não procurou frutos na vinha e sim na figueira)
avaliação e juízo (não tem frutos, corta) porque inutilizamos a terra quando vivemos sem dar os frutos que com certeza podemos dar. Além de não darmos fruto invalidamos a terra em nossa volta isto é atrapalhamos e roubamos espaço.
graça, intercessão do mestre, oportunidade (deixa mais um ano)
tratamento de emergência disciplina (expor a raiz, já expos a raiz de um dente?) na graça Deus disciplina os seus, doutra forma seremos bastardos e não filhos, juízo retardado não significa que estamos livres dele, e sim que Deus nos deu nova chance, através da tribulação, dor, percas, lagrimas, Deus trabalha com nosso caráter. Quem pensa diferente não o conhece, nunca o conheceu. Apostolo Paulo ao entregar certo homem a Satanás estava usando de misericórdia e não de rigidez da autoridade apostólica. I Co 5:5-7 Hoje a graça é motivo para vivermos em pecado, e não envergonhamos disso, e somos orgulhosos achando que quanto mais pecarmos mais graça Deus usa para conosco. Deus vai nos visitar e vai expor nossas raízes e se não tiver jeito, o próprio dono da figueira, na segunda parábola vai vir pessoalmente e determinar que a figueira viva como sempre viveu. Como morta, figueira zumbi sem vida, seca das raízes para os galhos, e nunca mais ninguém vai comer de seus frutos venenosos, ou vai se cansar de esperar frutos de uma arvore que esta desligada de sua fonte de vida para sempre, então a maldição é ser entregue ao caminho que escolhemos. Romanos 1:28-32 Não podemos frutos por vontade própria mas o fruto é do Espírito, e todos que crêem pode produzi-los, Deus não vai exigir de mim algo que eu não posso dar, Ele proveu a forma de produzi-los, tanto o querer como o efetuar vem de Deus que nos justificou consigo mesmo em Cristo Jesus, então não diga que não pode e que não tem dom, isso são desculpas Ele vai procurar fruto nessa geração com procurou em todas as outras. Galatas 5:16-26

Pr Ladislau Rodrigues de Jesus   

5 comentários:

  1. Sim, tem correlações disto tudo em textos como: Cf Jr 24.2,3; Mt 7.16-20; Mc 8.23-25. Eu admito que como zambujeiro bravo fruto bom algum jamais dei, (Rm 11.17-24) e ao vir para Cristo só obtive lucro, ainda escolhi renunciar o mundo, essa jóia que poucos dela se deixam desfazer. Daí, o lucro real só a poucos é a quem Jesus manda declarar, bem como fez a João Batista (Mt 11.4-7). Testemunho assim, saído dos lábios do Senhor, e em favor de um, ou outro, embora na Bíblia são vistos, 1- O Natanael está contado, 2- O João Batista também, 3- Simão Pedro, 4- Triplamente mencionou, cf Mt 12.41,42, aí podem ser vistos até mais de quatro, é só a opinião, 5- Ah! O amigo Lázaro a quem ressuscitou, antes chorara por ele. O dia da ceifa está próximo, e a colheita se dará em apenas dois cestos, cabe-nos optar por qual dos dois iremos ajudar encher, não desejo ir naquele que vai ter mais...

    ResponderExcluir
  2. amém, bela mensagem, fique na Paz.

    ResponderExcluir
  3. Eu sempre que posso gosto de vim aqui acompanhar as suas belas mensagens. Parabens viu!

    ResponderExcluir
  4. Obrigado meu amigo PC é um prazer imenso ter você por aqui nem que seja de vez enquando estou te seguindo no twetter abrs boa tarde

    ResponderExcluir
  5. Obrigado por suas considerações Valdecir é sempre um prazer ter vc por aqui abrs volte sempre, pra vc tambem goianinha obrigado

    ResponderExcluir